NASA mantém postura de que qualquer indício de via extraterrestre é NADA



Em 06 de janeiro passado, foi publicado no OH um artigo que falava da possibilidade de algumas formações, conhecidas como ‘tapetes microbiano’, terem sido encontradas em fotos registradas pelo jipe-Sonda Curiosity, no planeta Marte. O artigo começava assim:

“Há um relatório que tem chamado muita atenção nos últimos dias, o qual relata que o jipe-sonda Curiosity pode ter encontrado evidências de vida microbiana antiga em Marte. Especificamente, “tapetes” microbianos, que são comumente encontrados na Terra. O relatório foi gerado por Nora Noffke, uma reconhecida geobióloga, que tem estudado as imagens enviadas pelo jipe-sonda desde seu pouso em 2012.“


Ao finalizar o artigo, escrevi:

“NASA desmentindo ou abafando o caso em 3… 2… 1… (Espero estar errado quando a NASA desta vez.)“

Mas infelizmente, eu estava certo. Porém não foi tão difícil assim estar certo quanto a reação da NASA para qualquer notícia que insinue a existência de vida extraterrestre. Notoriamente esta tem sido a postura da agência desde seu início, a qual, sem sequer querer testar qualquer descoberta por cientistas que não pertençam ao grupo dos ‘professores da impossibilidade’, já descarta de cara tudo que seja relacionado à esta possibilidade. E desta vez a equipe de “cientistas” encarregada do jipe-Sonda contestou as palavras da pessoa que talvez seja uma das mais conceituadas geobiólogas da atualidade, Nora Noffke, que é membro docente da Universidade Old Dominion, professora da Ocean, Earth & Atmospheric Sciences e pesquisadora do Instituto Carnegie

Abaixo, as palavras de Ashwin Vasavada, cientista da missão Curiosity, de acordo com o site news.discovery.com:

“Realmente não vimos nada que não possa ser explicado como sendo processos naturais de transporte de areia na água, e a natureza das rochas sugerem que tenha sido arenito fluvial. Temos vários membros em nossa equipe que sempre estão alertas para procurar por coisas que poderiam ser causadas por processos biológicos, mas não há razão, assim pensamos, para explorar isso naquele local. Do nosso ponto de vista, isto acabou sendo nada excepcional, que não fosse somente a consequência de erosão no arenito.”

E novamente, mesmo estando ao lado de várias possíveis evidências de vida microbiana em Marte, a NASA simplesmente nega toda a possibilidade referente a isto, sem sequer testá-la.

Uma lástima vindo de uma instituição cuja missão, entre outras coisas, é detectar a vida extraterrestre. No que diz a isto, talvez a agência deva mudar sua sigla de NASA para NADA.

n3m3 / Fonte: OVNI HOJE

Hot da semana

Dica de filme: Coerência (Coherence) - O que há de quântico em um jantar entre amigos?

Nostradamus Profecias para 2015 - 2020. Anticristo e Invasão Alienígena

Top 10 Países Mais Racistas do Mundo

Grady Franklin Stiles Jr. - O Lagosta Assassina

O estranho e inexplicável fenômeno da chuva de pedras